O beneficiamento de sementes da Agro-Sol vai chegando ao fim de mais uma temporada, depois de enfrentar desafios, sobretudo de ordem climática. Embora tenha havido grande concentração na colheita e uma redução de volume em relação ao esperado, os resultados são considerados muito satisfatórios, principalmente em relação à qualidade dos materiais beneficiados.

O Diretor de Operações da Agro-Sol, Gladir Tomazelli, explica que a concentração no plantio desta safra, devido às condições climáticas, resultou numa grande concentração na colheita, logo, grande concentração na chegada de sementes para beneficiamento.

“Foi desafiador. Em nossa sede produtiva, em Campo Verde, tivemos aproximadamente 20 dias a menos de beneficiamento que nas safras anteriores, tamanha concentração. Mas com agilidade, processos bem desenhados e uma equipe treinada, conseguimos ter um ótimo desempenho”, explica Tomazelli.

Ele conta que em outros locais de produção da Agro-Sol – como Goiás, Bahia e Distrito Federal, os desafios com o clima, quebras de safra e as chuvas no período de colheita estiveram presentes. Ao todo, a produção ficou quase 15% abaixo das expectativas iniciais.

“Embora tenha havido esta redução, é importante destacar que todo o volume beneficiado foi de excelente qualidade, isso é de muita relevância. Podemos afirmar que os índices de qualidade estão ainda melhores que em safras anteriores. Estamos muito satisfeitos com os resultados”, explica o Diretor.

Fonte: Comunicação Agro-Sol